Desde o início da criação do Corpo Activo dos Bombeiros Voluntários de Pedrógão Grande, pairou na mente de todos aqueles que de uma forma directa ou indirecta contribuíram para tornar realidade a ideia da existência de uma Associação de Bombeiros Voluntários no Concelho, a construção de um quartel que pudesse digna e funcionalmente acolher os Soldados da Paz.

Do longínquo ano de 1964 até à inauguração das actuais instalações muito caminho foi percorrido e muitas dificuldades tiveram que ser vencidas. Não vamos salientar uma ou outra personalidade, preferimos enaltecer a vontade colectiva de toda a população do Concelho, embora saibamos e tenhamos consciência do extraordinário de empenho de algumas pessoas na liderança e dinamização de todo o processo que conduziu não só à construção do quartel, mas também à aquisição de todos os equipamentos susceptíveis de tornar eficientes e funcionais as novas instalações.

Numa primeira fase os Voluntários de Pedroguenses ocuparam o espaço do antigo Grémio da Lavoura, sito no Largo da Devesa, para guardas das suas viaturas, enquanto os restantes serviços se dispersavam por diversas dependências do edifício da Câmara Municipal, especialmente na antiga Repartição de Finanças, onde actualmente se encontra instalado o Posto de Turismo.

O aumento do parque de viaturas e a própria dinâmica imprimida á Instituição levou a Corpos Gerentes da Associação a alugarem as garagens do prédio da Sr.ª Dnª Olinda Caetano Rodrigues, sitas na antiga Travessa da Rua da Nogueira, actual Rua Adelino Pereira Marques.

Não sabemos quando foi adquirido o terreno para a construção do quartel, contudo, presumimos que terá acontecido nos finais do ano de 1968 ou inícios de 1969. De facto, em acta de sessão realizada em 28 de Janeiro de 1969, são colocadas em destaque as qualidades da Sr.ª Maria Suzana Montarroio Farinha Marques Pereira, como se pode verificar na transcrição abaixo.

“….Sr.ª Dnª Maria Suzana Montarroio Farinha Marques Pereira, senhora muito bondosa e grande amiga da sua terra, pois a venda do terreno para a construção do quartel fez-se acompanhar de cinquenta mil escudos para o mesmo efeito.”

GARAGENS ONDE ESTIVERAM INSTALADOS OS B.V.P.G.
Não sabemos quando foram iniciadas as obras do novo quartel. O lançamento da primeira pedra ocorreu no dia 19 de Março de 1983.

Em Fevereiro do ano seguinte a Direcção da Associação deliberou, na comemoração do 20º aniversário, promover um Cortejo de Oferendas para custear as respectivas obras, ficando ainda decidido que o mesmo se realizaria no dia 15 de Junho desse mesmo ano.

CERIMÓNIA DE LANÇAMENTO DA PRIMEIRA PEDRA PARA A CONSTRUÇÃO DO QUARTEL
O apelo lançado pelos Corpos Sociais da Associação encontrou eco junto de todos lugares do Concelho, os quais se organizaram de forma espontânea trazendo a Pedrógão Grande aquilo que de melhor tinham para oferecer em prole da construção do quartel dos seus bombeiros voluntários.

Para além de cerca de 4.600.000$00 (quatro milhões e seiscentos mil escudos) em numerário, chegaram à sede concelhia muitos produtos regionais, materiais de construção, carradas de boa madeira de pinheiro e outros produtos que a Associação veio a utilizar ou a comercializar junto de empresas e particulares.

Com este cortejo e com estas oferendas, pensamos ter ficado definitivamente estabelecido um pacto de solidariedade entre os Bombeiros Voluntários e as populações do Concelho, pacto esse, que uns e outros têm sabido honrar e preservar. Os bombeiros quando as pessoas e os haveres se encontram em perigo, as populações quando a Associação necessita de ajuda económica em graves momentos d crise.

O sonho tornou-se realidade. No dia 19 de Julho de 1986 o quartel da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Pedrógão Grande era solenemente inaugurado.

Close Menu